Homem acorda na morgue do hospital depois de declarada a sua morte  

Posted by Susi in

Um homem declarado morto acordou na morgue, quando os médicos se preparavam para iniciar a autópsia, num hospital da Venezuela.
"Acordei porque a dor era insuportável", declarou Carlos Camejo, de 33 anos, que acordou com dores lancinantes.
O jornal venezuelano El Universal explica que foi um fio de sangue no rosto de Camejo que o salvou da serra do médico legista. Depois de sofrer um acidente de motorizada, o homem foi levado ao Hospital General Antonio María Benítez de La Victoria, por paramédicos que o declararam morto.
O corpo terá então sido colocado numa maca, já com a ordem da autópsia emitida. Pouco depois, durante os preparativos para o início da autópsia, um dos médicos reparou que um fio de sangue escorria no seu rosto, pelo que começou a suturá-lo.
Eis senão quando, com a dor da agulha, Carlos Camejo despertou da inconscência.
Já mais recuperado, Camejo está agora a preparar duas acções contra o hospital - uma por descuido, relativo à sua falsa morte e outra pelo roubo, enquanto estava na maca, de 600 mil bolívares.
in sic.pt

This entry was posted on terça-feira, 16 de outubro de 2007 at terça-feira, outubro 16, 2007 and is filed under . You can follow any responses to this entry through the comments feed .

0 comentários

Enviar um comentário

Top FM